MICROPLÁSTICOS EM ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO – UMA REVISÃO

Tainá da Conceição Pereira, Daniele Barcelos Araújo, Daniele Maia Bila

Resumen


Apesar da poluição por plásticos ser um problema antigo, a preocupação com a presença de microplásticos (MP) no ambiente é recente. Os MP são plásticos menores que 5 mm e podem ser primários ou secundários dependendo de sua fonte. Esses materiais podem se dispersar por grandes áreas, sendo encontrados em água do mar, areia de praia e sedimentos. Devido à sua presença em produtos de cuidado pessoal, ao uso de tecidos sintéticos e ao descarte inadequado dos plásticos, esse material tem sido encontrado em Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs). Esta pode ser uma das principais fontes de MP no ambiente. As ETEs têm a capacidade de remover de 70% a 99.9% de MP. As maiores eficiências de remoção foram encontradas nas ETEs com tratamento terciário. No entanto, devido ao grande volume de efluentes descartados pelas ETEs, a quantidade de partículas de MP lançadas nos corpos receptores diariamente pode ir de alguns milhares até bilhões de partículas por dia. Assim, as ETEs são uma fonte importante de MP em ambientes aquáticos e estes podem causar danos à biota, pode ocorrer transferência trófica e ainda transportar outros contaminantes de uma região para outra, através da sorção.


Palabras clave


microplásticos; Poluição Ambiental; Estação de tratamento de esgoto

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22201/iingen.0718378xe.2021.14.2.75496